domingo, 30 de janeiro de 2011

Minha História

Quando eu tinha 13 anos em 1948, fiz com lápis de cores uma paisagem, olhando em uma folha de revista, um pequeno trecho da cidade de Veneza na Itália, ficou muito bonita. No íntimo do meu inocente coração tive um desejo imenso de conhecer Veneza, contudo, isso para mim parecia impossível. Por incrível que pareça, em Novembro do ano 2000 em uma excursão andei de gôndola e conheci Veneza, como é importante você acalentar um desejo no coração.
Quando estudava geografia, naquele tempo curso ginasial, desenhei e pintei muitos mapas, ainda hoje me recordo dos nomes de muitas penínsulas, ilhas, golfos, países e cidades.
Casei-me em 1958 com um Francês a quem muito amei, Jean Robert Braquehais.
Em 1969, já tinha 6 filhos e uma filhinha. O tempo foi mais para cuidar dos filhos, mesmo assim arranjei tempo para costurar as roupinhas deles e logo comecei a trabalhar noite e dia costurando para pessoas amigas e conhecidas da minha cidade Maranguape - CE. Trabalhei alguns anos como modelista de uma empresa de exportação.
Fiquei viúva em 1980, o mais velho tinha 21 anos e a mais nova tinha 11 anos, foi difícil sustentar com uma pequena pensão, estes filhos todos. Contudo milagrosamente, sempre tínhamos o que comer.
Nossos filhos que sempre foram muito extrovertidos diziam: - Mãezinha, aqui nós temos muita fartura: farta leite, farta pão, farta arroz, farta feijão. Eles diziam também: Aqui agora é assim, Filé nenhum, batata tinha, macarrão nada, longe de porco assado e outro ainda dizia: lagosta terminou.
Em 1989 com 54 anos já avó de netos, fiz uma prova para fazer o curso de estilismo em moda na Universidade Federal do Ceará. Eram apenas 20 vagas e passei no 19º lugar. Foi maravilhoso, estudei História da arte, estudos da forma e da cor, desenho de modelos, entre outros. Foram 2 anos e meio pois era um curso de extensão.
Passei com notas brilhantes e ajudei muito nas aulas de modelagem, depois do curso fiquei costurando muito bem.
Em 1998 entrei para um curso de pintura do Professor J. Stélio, aqui em Fortaleza. Aprendi perspectiva e pintei alguns quadros sozinha, o que quero fazer de agora em diante.
No dia do meu aniversário de 70 anos, minha filha fez uma homenagem a mim muito linda
Dizia: 24-06-2005
São João com arte Vernissage de Elizabeth Paula em comemoração dos seus 70 anos:
“Entre luzes e sombras, todos nós nos sustentamos em algo para viver melhor. Com Elizabeth Paula nossa querida Babeth, não foi diferente.
A maternidade, a religiosidade e a arte são tripé do cavalete que sustenta o quadro que ela vem pintando por toda sua vida. Com as cores e nuances da generosidade, da graça e da paciência, com as sombras dos defeitos das dores e dos sofrimentos, pois afinal, “Não haveria luz senão fosse a escuridão”, e na arte de viver não é diferente. Na sua condição humana, gerou e criou 7 amados filhos, pintou e costurou inúmeros e belos quadros e vestidos e acumula horas de oração e serviço à Deus. Não acumulou bens, simplesmente porque nunca esteve entre seus principais objetivos. No entanto, acumula amigos e credibilidade na praça. Ao chegar aos seus setenta anos, continua pintando com generosidade e defeitos, com graça e dores e com paciência diante do sofrimento humano. Nos ensinando a andar devagar, porque não faz sentido ter pressa quando se trata da existência humana. Por isso, hoje festejamos essa data colocando luz em nossos corações e dando Graças à Deus por sua presença em nossas vidas”. Jeanne Elizabeth.
Essa é parte da minha história e esses quadros são parte da minha vida. Espero que vocês gostem

Elizabeth Paula Braquehais

6 comentários:

por do sol disse...

Lindo, genial, maravilhoso e mais,
mais, mais; bote predicados!!!.
Esta é minha irmã e madrinha Babeth, a quem dedico uma afeição profunda e tenho o pribilégio de ser vizinha de morada.
Obrigada Janete por nos presentear com esse belíssimo blog.
Obrigada Pai de infinita bondade e misericórdia por meus olhos verem estas obras.
Um grande beijo prá vocês.
Lúcia, mainha, bidinha e tiavó!!!.

João Paulo disse...

Muito linda a sua história, tia!
Parabéns e que seu blog seja um sucesso!!

Antonio Braq disse...

Maezinha querida,
Lindo seu blog e bela sua arte. Beijo. Tonton.

Nancy Sierra disse...

Dona Babeth! que bom seu blog! Parabens pela ideia, adorei conhecer um pouquinho mais da Senhora e me senti grata com a vida por ter-me dado a oportunidade de compartilhar um tempinho da minha com a senhora!
Desde Venezuela farei a divulgacao que merece! Sucesso e boas vendas! Nancy Sierra

Anônimo disse...

Hola, Sra. Babeth. Soy Roberto Hidalgo, de Caracas, Venezuela. Gracias a Nancy Sierra supe de su blog, y quiero felicitarla por la calidad de su trabajo, me ha gustado mucho. Saludos a su hija Jeanne.

Anônimo disse...

Oi, D. Babeth. Fiquei superfeliz por reencontrar a Jeanne no facebook e, agora, superfeliz por reencontrar a senhora neste blog maravilhoso, em que descobri uma artista de verdade, pelo talento e pela força. Desde aquela época em que vivia em Fortaleza, já via seu interesse pela arte. Agora, vejo que o interesse se transformou em frutos. Vivo atualmente na Espanha, fazendo doutorado, e aqui permaneço até junho. Quando voltar, lhe farei uma visita em Fortalez. Um abraço forte. Muitas saudades.
Jessé.